sexta-feira, 21 de março de 2008

Sobre as coisas perdidas e o que ficou

Era tarde em Utopia e o sol morria no horizonte, dando lugar ao mar celestial de estrelas que iluminava aquele céu especial de julho,seu aniversário estava chegando, pensou, enquanto deitava-se para observar os astros, grandiosos, imaginava sobre sua vida, sobre seus caminhos, sentia a solidão do vazio de seu coração, que havia aprendido, amar nem sempre é ter realmente tudo aquilo que via na tv. Certa vez, havia observado um cometa sobrevoar sobre seu majestoso planeta, tentou voar, tentou agarrar sua calda, aquele cometa havia mudado sua vida, acertou seu coração com sua luz, refletiu e drenou seus sonhos, em troca lhe deu esperanças, mas ele foi embora tão rápido e deixou todas as peças espalhadas sobre o cosmo, perdidas, sua felicidade havia sido levada por aquele céu. Pensou sobre seus erros, devia ter sido mais rápido, devia ter tido menos medo, sabia que agora era tarde para ser perdoado por todos aqueles erros bobos, sabia que o preço de seu erro era observar seu cometa sobrevoar um planeta distante, onde talvez haja alguem que não tenha seus medos. Sempre irá observar o céu, esperando que um dia o cometa volte para lhe levar para casa.
Ele pensa em salvar esse mundo, mas esse não é seu sonho, é do seu herói, porém, como seus sonhos foram tomados, escaparam por aquele ultimo olhar(quase fatal, olhos frios, amargos), ele quer se tornar seu herói, com a esperança de um dia ser perdoado por todos os seus anos de vilão. Seu drama será salvo pelo beijo final, sua dama vem de vermelho entre as chamas do mal, desferidas por seus inimigos. Por incrível que pareça, no fim desta história, a mocinha não será salva, seus poderes são maiores do que o herói, ela destruirá qualquer chama afim de salvá-lo, sua luz é tão forte que transforma noite em dia e sua energia faz a terra tremer, o apocalipse será detido por esta ilustre figura, o céu será uma realidade para o planeta Terra.


Desculpe pela qualidade, mas eu precisava reviver isso aki... e não achava nada q eu escrevia bom, assim como não acho mto esse texto.. mas jah é um começo... obrigado.

Victor Signorelli

14 comentários:

Bruna disse...

Oi!
Nossa que ótimo, já pense em colocar seu texto com direitos autorais ')
Feliz Páscoa

Anônimo disse...

Parabéns!!

Euzer Lopes disse...

Profundo e surpreendente.
Tem uma serenidade para exprimir as idéias de modo que não fique pedante.
Parabéns!

ana paula disse...

já disse q adooooro ler essas magnificas utopias vindas da sua cabeça, né? :D
espera pela dama de vermelho. ela chega um dia!
aiehiuaheiuhae
saudade de vc

;*

MaxReinert disse...

opa!!!
mas foi um bom retorno!

Bom texto, no mínimo surpreendente!

• Leonardo de Carvalho • disse...

Bem Legal o autor é inteligente.



_____________________________
http://chimarration.br30.com/

Marco Antonio disse...

É profundo, sim. Mas lembrou algum episódio de Smallville!
haha

Blog Em Construção disse...

Gostei do texto,bem construído prende a atenção.
Bjssssssssssss!!!!!!!!!!!
http://www.forazulcielo.blogspot.com/

squirrel disse...

Pois é tem coisas que queremos fazer,só q são só utopias infelizmente

bjs

Fabio Bustamante disse...

estive passando por aqui e resolvi deixar um comentario! cara, vc sabe usar muito bem as palavras! vc tem um vocabulario otimo! parabens pelo trabalho feito no blog!

www.futebolediscussoes.blogspot.com

hágatha disse...

você escreve muuito bem, sabe exatamente como usar as palavras. Parabéns! *-*

Layziane disse...

nem sou fã dele ;x
ahsuahusaush'

ficoou massa o texto Victor...
e quando escrever o livro me fala pq eu quero comprar!

beeeijos ;*

Flavitcho disse...

Tem tanto cometa que passa e leva as esperanças da gente.

=/

Ellen Regina disse...

parece uma discussão interna, o 'tico' e o 'teco' tentando decidir qual o melhor rumo a tomar.